China e seu processo de inovação – a extinção do dinheiro físico

0
425
Exemplo de loja, na China, que aceita pagamento por um aplicativo de Smartphone.

Imagine se hoje, nós voltássemos no tempo e soubéssemos, antes de sua criação, como seria o mundo com Google ou WhatsApp? Aposto que milhões de pessoas correriam para construí-los e coloca-los no ar, não é mesmo?

Por isso então, vou compartilhar com os ocidentais a revolução chinesa que estamos
vivenciando, a extinção do dinheiro físico. Será uma premunição do que acontecerá no
ocidente em alguns poucos anos?

A sociedade desse país está em vias de ser o primeiro em que todos os pagamentos do dia-a-dia são feitos com smartphones. O dinheiro se torna obsoleto numa China revolucionada
pelos telefones.

Na China existe um fenômeno  econômico muito ousado, não tem nada a ver com a dívida e gastos em infraestrutura, nem com qualquer outros grandes acontecimentos econômico do momento. Tem a ver com o dinheiro: rápida e sistematicamente, a China esta deixando de usar as notas e moedas.

Quase todos os habitantes das grandes cidades chinesas pagam quase tudo usando seu celular. No restaurante, o garçom pergunta se vai querer usar wechat ou Alipay – antes de mencionar o dinheiro como uma terceira opção e, muito baixa possibilidade.

O que surpreende é a velocidade da transição: em apenas três anos o garçom não iria
perguntar. Porque todos até então estariam usando o dinheiro.

“Do Ponto de Vista tecnológico, talvez este seja a mais importante inovação que ocorreu
primeiro na China, e até o momento somente na China”, Disse Richard Lim, diretor da empresa de capitais de empreendedores GSR Ventures.

Existem algumas peculiaridades da internet na China, você tem que ver para crer.
Para as pessoas que vem de fora, é muito difícil aceitar que o Facebook ou Google estão
totalmente bloqueados. E é igualmente difícil imaginar quão indispensável é a aplicação do
wechat na vida diária das pessoas. Em um mesmo dia te perguntam varias pessoas se pode escanear seu QR code para pegar o seu contato.

No delivery entrega em casa, para seguir no Infinito com as bicicletas espalhadas pela cidade, é necessário desbloquear o acesso com o telefone. Até os músicos de rua tem uma plaquinha com o código QR para que você faça a transferência do dinheiro.

Na prática, isso significa que as empresas Tencent e a Ant (esta ultima o braço financeiro do Alibaba) ambas empresas de internet chinesas que administram respectivamente wechat e Alipay, estão sentadas em uma mina de ouro de proporções inimagináveis.

A pergunta de 1 milhão de dólares é a seguinte: qual será a primeira empresa no ocidente que decidirá “inventar” um sistema semelhante?

Escrito por Ian Lin – CEO SerpaChina

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

19 − 13 =